Abu Simbel

O complexo arqueológico de Abu Simbel é mais um dentre os templos egípcios considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e é um símbolo do poderio de Ramsés II, o faraó que ordenou a sua construção. Mas existe muito mais por trás da história de Abu Simbel do que se possa imaginar: templos carvados, poder, esquecimento, descoberta e até mudança de lugar. Vem com a gente que vamos te explicar melhor!


O que é Abu Simbel?

Abu Simbel é composto por dois templos construídos pelo faraó Ramsés II carvados nas rochas de uma montanha. O maior, conhecido como Templo de Ramsés II, é dedicado aos deuses Amon, Re-Harakty, Ptah e ao próprio Ramsés. O segundo e menor, o Templo de Nefertari, é dedicado à deusa Hathor e à própria rainha Nefertari, que era a esposa favorita de Ramsés II.

Quando os Templos de Abu Simbel foram construídos?

A construção dos Templos de Abu Simbel teriam começado em 1244 a.C. e sido concluídas 20 anos mais tarde. O objetivo seria a adoração de deuses, mas não apenas. Ramsés II queria templos imponentes assim como reinforçar sua posição quanto a um governante enviado pelos deuses. Para tal, seu rosto foi esculpido nas estátuas dos deuses e imagens de batalhas nas paredes registram suas vitórias. Acredita-se que o faraó queria deixar claro a superioridade que o Egito tinha em relação aos povos vizinhos, assim como abafar os conflitos que Akhenaton, seu antecessor, tinha arranjado ao estabelecer o monoteísmo. Ramsés II retornava o politeísmo e o fazia em grande estilo.

Quais são os destaques de Abu Simbel?

O Templo de Ramsés possui diversas salas dedicadas a deuses, ao faraó e à sua família, porém a sala final, chamada de Sanctum Sanctorum, está sempre escura, exceto nos dias 22 de fevereiro e 22 de outubro, quando o sol entra no templo iluminando cada uma das três estátuas no aposento, uma delas representando Ramsés II. Essas datas não são uma coincidência: historiadores acreditam que se tratam do dia da coroação e aniversário do faraó, e foi necessário um cálculo complexo e preciso para tal feito.


O que faz de Abu Simbel especial?

Você não precisa ir apenas nos dias da iluminação do templo de Ramsés II para se deixar surpreender-se por Abu Simbel. Sua diferenciação está na própria grandiosidade carvada em pedras e na história por trás de sua construção. O Templo de Nefertari, por exemplo, mesmo menor, mostra o respeito e amor que Ramsés II nutria por sua esposa favorita, já que a estátua dela é representada no mesmo tamanho que a dele como um sinal de igualdade, algo incomum à epoca. Nefertari teria visto apenas a faixada de seu templo e morrido não muito após. Após sua morte, Ramsés II manteve o título de 'Grande esposa Real' apenas para Nefertari, mesmo possuindo outras esposas e concubinas.

 

 

Por que Abu Simbel é conhecido como "os templos que mudaram de lugar"?

Porque eles realmente mudaram de lugar, acredite! Na década de 60, o governo egípcio decidiu construir a Barragem de Assuã para dar fim ao problema milenar das cheias do rio Nilo. Porém, como consequencia, alguns templos seriam inundados e Abu Simbel seria um deles.

A fim de salvá-lo, uma ação milionária se deu, e em colaboração com a UNESCO, o governo trabalhou por 5 anos movendo os templos para um lugar mais alto e seguro. Cada pedra pesava entre 3 a 45 toneladas; elas foram cortadas precisamente, carregadas e montadas em sua nova localização. Apesar de muitas dúvidas de órgãos exteriores na época, a operação foi bem-sucedida. O mesmo ocorreu com o templo de Philae. Infelizmente outros templos não puderam ser salvos e encontram-se agora no fundo do lago Nasser.

Abu Simbel é uma atração que devo incluir no meu roteiro?

Algumas pessoas não incluem Abu Simbel em seu roteiro porque esses são templos "mais distantes" se comparados aos outros que são também atrações turísticas importantes, porém nós recomendamos fortemente uma visita a esse lugar peculiar. Abu Simbel ficou enterrado por séculos nas areias do deserto, sendo descoberto apenas em 1813, o que também contribuiu para que esses templos estejam entre os mais bem-preservados do Egito. É uma sorte e honra que vivamos em tempos nos quais possamos apreciar tamanha obra. Portanto, não deixe a oportunidade passar!

Como chegar em Abu Simbel?

Abu Simbel está a cerca de 280 km de Assuã. Alguns turistas escolhem chegar a Abu Simbel de avião; o voo parte de Assuã e a viagem dura apenas 30 minutos. Alguns cruzeiros também chegam até Abu Simbel navegando pelo lago Nasser. Há também a opção de ir de ônibus, mas preste atenção nos horários, pois eles geralmente saem cedo (por volta das 4 horas da manhã). Ainda assim, a maioria escolhe ir de carro numa viagem que dura cerca de 3h partindo de Assuã, com muitos também saindo cedo para aproveitar o nascer do sol no templo.  


Avaliações

Angela M e

Angela M e

Um pacote privado com a Memphis, maravilhoso do princípio ao fim Os passeios foram super bem conduzidos por ótimos guias.

Cristina P

Cristina P

Fechamos o pacote via internet e ficamos satisfeitos com o servico da empresa. Guias excelentes no Cairo e no cruzeiro Nilo. Vale muito a pena!

Ivana A

Ivana A

Minha experiencia no Egito com a Memphis Tours foi maravilhosa. Fizemos o cruzeiro pelo Nilo que foi ótimo .

ligia20172017 es

ligia20172017 es

A agência Memphis Tour nos proporcionou uma excelente viagem pelo Egito incluindo Cairo, Gizé, Luxor, Assuã e Abu Simbel


FAQ

Somos uma empresa sob a direção da Memphis Tours, uma das empresas mais reconhecidas e experientes no turismo egípcio, ativa desde 1955. Portanto, nós estendemos diversos benefícios aos nossos clientes. Nossa matriz possui avaliação de 4,9 no Tripadvisor e mais de 8 mil depoimentos. Adaptamos a viagem de nossos clientes aos seus desejos e oferecemos serviço profissional de qualidade, além de facilitar pagamento e oferecer assistência a qualquer momento. 

Não. Nós não aplicamos sobretaxa nos pagamentos via débito ou cartão de crédito.

Pedimos depósito de entrada de 25% do preço total do pacote. Para pacotes de Natal, Ano novo e outras épocas de alta temporada, pedimos depósito de 50%.

Há uma variedade de opções, já que os cruzeiros oferecem pensão completa em buffet ou menu fixo. Cada refeição é servida em horário fixo e as bebidas não são incluídas, incluindo água. Porém, café e chá são servidos o café da manhã e chá da tarde. No caso de refeições especiais como veganas ou diet, essas devem ser mencionadas no ato da reserva. 


Ver mais